Buscar
  • Marcela Marcos

A importância do desenho técnico na engenharia mecânica, um breve panorama histórico

Qual é a história do desenho técnico e qual a sua importância na atualidade para a engenharia mecânica?


Desenho Técnico de meados de 1800 (principal característica: tridimensionalidade).

Fonte: <http://etsavega.net/dibex/imatges/Lvinci_cabrestante.jpg>

Toda a construção da identidade social e cultural é entendida e analisada através de desenhos, já que é um elemento básico da vida das comunidades como meio de expressão, comunicação, registro de acontecimentos, escrita, e até mesmo esquematização de projetos arquitetônicos.

O desenho em si pode ser compreendido como “forma de representar graficamente visões, formas e idéias, podendo ser executado a mão livre ou por meio de instrumentos e aparelhos especiais” (SERRA, 2008). A mesma autora descreve didaticamente, o que seria desenho técnico como o tipo que “segue normas de representação gráfica de entendimento internacional” (SERRA, 2008). Assim, hoje entendemos que o desenho técnico é de extrema importância para a execução de projetos elaborados por arquitetos, designers, construção civil em geral, paisagistas e não diferente, por engenheiros mecânicos. Caracteriza-se como a ferramenta que realiza o paralelo entre projetos e sua execução.

Nesse texto apresentaremos pontos chave da história do desenho de uma maneira que possa ser diretamente relacionada a engenharia de uma forma geral: 1) Inscrições rupestres; 2) Renascimento; 3) Revolução Industrial; 4) Técnicas Modernas. Considerando que as duas últimas foram as fases mais notáveis e que mais contribuíram para o desenho técnico.



Inscrições Rupestres


Assim que o homem passou a comunicar-se verbalmente, buscou o auxílio de símbolos como meio de expressão. Ou seja, a origem do desenho é diretamente relacionado e, dependente da história da escrita, como apresenta Remelhe ao citar Antonino Pagliaro em seu texto:


A palavra irrompeu como um relâmpago dos lábios do primeiro homem. Mal acabara de articular um breve conjunto de sons, quando a imagem de um objecto lhe surgiu nítida e viva, como se o tivesse diante dos olhos. (PAGLIARO, 1952, p.47 apud REMELHE, 2007, p. 37).

No contexto das inscrições rupestres, o desenho era utilizado como meio básico de comunicação dos povos antigos, como mencionado acima (figura 1).

Figura 1: Pré História, figuras convencionais e símbolos geométricos: 1. seixos mesolíticos, 2. simbolos geométricos em Espanha, 3. figuras e símbolos em Itália, 4. simbolos gravados em paredese em terracota, de seda, 5. figuras convencionais e pinturas rupestres; 6 e 7: petróglifos na Califórnia; petróglifos na Austrália.

Fonte: (DIRINGER, D 1985, p.28 apud REMELHE, 2007, p.38).


Renascimento e Revolução Industrial


Por volta do início do século XIV o renascimento se iniciava na Itália e entendia-se que a principal função do desenho é a expressão do seu autor, e suas características ganham maior riqueza de detalhes. Essa foi a época em que o mundo ocidental deixou de ser Teocêntrico (Deus como centro) e passou a ter o foco científico por meio de uma nova forma de ver mundo que seria Antropocêntrico (homem como centro). De acordo com Faber (s/d, p. 2):


O Renascimento foi um movimento intelectual e cultural que iniciou na Itália, por volta do século XIV (...). O Renascimento recebeu esse nome porque seus integrantes buscavam no reavivamento da cultura da Antiguidade Clássica greco-romana os ideais para sua época, pois acreditavam que a antiguidade havia representado o auge da história da civilização ocidental.

Figura 2: Obra do Renascimento: O Nascimento de Vênus de Botticeli (Itália).

Fonte:<http://s.glbimg.com/et/nv/f/original/2010/06/07/o-nascimento-de-venus-botticelli_.jpg>.


Já na revolução industrial a maneira como o desenho era utilizada, passou a ser reconhecida como técnica. Já que com a geometria descritiva foi sistematizada e reconhecida como desenho técnico (WOLF, s/d, p. 10 e 11).


No século XVII, o matemático e desenhista francês Gaspar criou um sistema utilizado na engenharia militar com o uso de projeções ortogonais, sendo este um sistema capaz de representar as três dimensões de um objeto, com precisão, em superfícies planas. Esse sistema foi publicado em 1795, cujo título era “Geometrie Descriptive ou Geometria Descritiva”, conhecida como método de monge ou geometria Mongeana. Por volta do século XIX, (...) uma Comissão Técnica, da International Organization for Standardization, cumpriu esse papel e tornou a Geometria Descritiva a principal forma de linguagem gráfica da engenharia e da arquitetura, sendo chamada de desenho técnico.

Mas antes, existe o registro do uso de desenho técnico pelo arquiteto “em 1490, consta no álbum de desenho da Livraria do Vaticano. O desenhista Giuliano de Sangalo já usava planta e elevação.” (WOLF, s/d, p.10).


Figura 3: Desenho Técnico de meados de 1800 (principal característica: tridimensionalidade).

Fonte: <http://etsavega.net/dibex/imatges/Lvinci_cabrestante.jpg>.


As maneiras de elaborar esses desenhos tornaram-se mais fáceis e tecnológicas com o passar dos anos e desenvolvimentos de outras tecnologias, como por exemplo, o desenvolvimento de softwares.

Dessa maneira entende-se desenho técnico como “O desenho técnico é a única forma eficiente e segura de transmitir idéias e soluções para os projetos de qualquer ramo das engenharias. Por isso, os currículos dos cursos de engenharia possuem esta disciplina em sua programação.” (SERRA, 2008, p. 2).

O mercado de trabalho no setor da engenharia espera de um profissional da área com conhecimento técnico, desenhos e cálculos mecânicos. Nos cursos de engenharia quanto à questão dos cálculos mecânicos a grade de matérias atende às necessidades. No entanto, quando se trata do desenho técnico pode ser, muitas vezes, superficial fazendo com que um engenheiro recém-formado com um excelente conhecimento em cálculos seja prejudicado pela falta de conhecimento em leitura e interpretação de um desenho.

Essa importância é explorada por SILVA, et. al quando escreve que “O desenho de engenharia e a tecnologia gráfica constituem o principal método de comunicação em engenharia e em ciência e, como tal, interessa-se de um modo vital por todos os novos progressos.” (SILVA, et. al. 2006, p.3).


Técnicas Modernas


Os softwares CAD (sigla do inglês Computer Aided Design que em tradução livre consiste em: Desenho Assistido por Computador) incentivam os futuros engenheiros a dependerem dessa forma de desenho como a solução para a parte de desenvolvimento de projetos (na figura 5 é possível conferir um desenho feito por um desses softwares CAD, o AutoCAD).speramos que tenham gostado desse tipo novo de conteúdo aqui no site! Nossa expectativa é que juntos possamos fazer desse espaço um local de aprendizado e troca de experiências. Teremos ao menos dois textos informativos por mês. Caso tenham algum assunto específico que queiram saber mais sobre, nos escreva um e-mail com a sugestão.


Figura 4: Desenhos de um software CAD (AutoCAD).

Fonte: <http://www.clubedamecanica.com.br/autocad-curso.html>.


Outro software utilizado por profissionais que trabalham com desenho técnico é o SolidWorks, provavelmente muito conhecido por todos lendo esse texto, certo? Este, é desenvolvido pela empresa Dassault Systèmes SolidWorks Corp e que consiste, como mencionado na descrição de seu site, em programas “[...] fáceis de aprender e de usar e trabalham juntos para ajudá-lo a criar melhor e de forma mais rápida e econômica seus produtos.” (SOLIDWORKS BRASIL, 2016).


Figura 6: Software SolidWorks

Fonte: Video aula 353 do Curso de Flow Simutation em nosso canal do YouTube


A multifuncionalidade de atuais softwares de desenho é ponto essencial para a eficiência necessária à execução dessas profissões. Dessa maneira entende-se que é de extrema importância que seja uma área que instrua de forma eficiente os profissionais que dela fazem parte.

Assim, entende-se a necessidade que as instituições de ensino superior têm, em se aprofundar na área atribuindo a devida importância à disciplina, já a partir do 1º semestre letivo. E sua avaliação com a mesma possibilidade de reprovação do restante das disciplinas, sendo assim, aperfeiçoando o conhecimento na área de projetos para que exista um nivelamento entre o conhecimento entre cálculos e desenho técnico.

Não conhece tanto sobre o assunto e está curioso? Nosso site possui centenas de vídeo aulas gratuitas que ensinam diversas funcionalidades do software! Caso já conheça o SolidWorks e quer se aprofundar no e aprender mais sobre, pode adquirir um dos nossos cursos aqui no site. Se tiver qualquer dúvida sobre qual comprar ou qual conteúdo deve esperar de cada um deles, pode entrar em contato com a gente em qualquer uma de nossas redes sociais ou pelo nosso e-mail de contato: contato.marcelosolidworks@gmail.com.


Sugestões de Vídeo Aulas


Aula 353- 9 26 - Análise Pressão no Coletor - CURSO FLOW SIMULATION



Aula 369 - Solidworks Motion Movimento de Posicionamento


Observação Marcelo Pereira: O tema desse texto é o mesmo do meu trabalho de conclusão de curso. Este, foi escrito e apresentado em 2017. No entanto, esse texto aqui do blog foi escrito pela Marcela Marcos com modificações e detalhes distintos ao texto original. Nos entendemos assim, como co-autores do texto! Um abraço a todos.



Referências


FABER, M. O Renascimento: a história ilustrada da arte. Disponível em: <http://www.historialivre.com/moderna/renascimento2.pdf>. Acesso em: 09 junho 2020.

FERREIRA, R. C.; FALEIRO, H. J.; SOUZA; R. F. DESENHO TÉCNICO. Goiânia. 2008. Disponível em: <https://portais.ufg.br/up/68/o/Apostila_desenho.pdf>. Acesso em: 09 junho 2020.

MANFÉ, G.; POZZA, R.; SCARATO, G. Desenho técnico mecânico: O desenho geométrico; As normas do desenho técnico; Tolerâncias de Trabalho. São Paulo: Hemus. 2004.

REMELHE, E. A. F. Desenho e Palavra: notas sobre a sua relação. Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. 2007. Disponível em: <http://biblioteca.fba.up.pt/docs/Emilio_Remelhe/Desenho%20e%20Palavra.pdf>. Acesso em: 09 junho 2020.

SERRA, S. M. P. BREVE HISTÓRICO DO DESENHO TÉCNICO. Rev. atual. São Carlos. 2008. v.1. Disponível em: <http://livresaber.sead.ufscar.br: 8080/jspui/bitstream/123456789/1391/1/AT1-breve%20historico.pdf>. Acesso em 09 junho. 2020.

SILVA, A.; RIBEIRO, C. T.; DIAS, J. SOUSA, L. A. Desenho Técnico Moderno. Rio de Janeiro: LTC. 4 ed. 2006.

SOLIDWORKS BRASIL. Sobre SOLIDWORKS. Disponível em: <http://www.solidworksbrasil.com.br/sw/6453_PTB_HTML.htm>. Acesso em: 30 maio 2017.

WOLF, P. R. SEGURANÇA DO TRABALHO: DESENHO TÉCNICO. Disponível em: < https://pt.slideshare.net/PedroRicardoWolf/segurana-do-trabalho-desenho-tcnico >. Acesso em: 09 junho 2020.

0 visualização

© 2020 Agência Irmãs Marcos com Wix.